28 de dezembro de 2011

Não sou mais o riso que esconde a face da tristeza.
Um homem passou de trem e pela janela
Viu toda minha fraqueza.
Escancarada e comovida - me disse.
Num vasto mundo que corre.

Nenhum comentário: