6 de dezembro de 2011

Algumas coisas

Algumas coisas valem muito a pena pela beleza que revelam. Para as coisas passageiras existe a memória vaga, que vaga tempo afora e leva embora o que está de passagem. Nem falo de equilíbrio, razão, métrica, forma, jeito. Falo de sentido: símbolo. Aquilo que une. Algumas coisas ainda passam em branco, se transformam em cinzas. Algumas coisas ainda tenho querer, mas são poucas. Algumas coisas ainda doem, mas sempre existe o riso. Existem ainda as ilusões, que fazer doer o coração, mas somente até os olhos se abrirem.

Nenhum comentário: