19 de agosto de 2011

Perséfone


Encantou-me a flor de narciso. Raptam-me ao mundo dos mortos, onde me ofereceram um fruto doce, que me fez cativa. Ora luz, ora sombra. Entre os deuses decidiram. Transito entre os dois mundos, mas sou senhora do oculto, onde também sei do amor. Não há muros que os separam, logo, não me encontro dividida. Sou mercurial. 

Nenhum comentário: