23 de maio de 2011

Medida

Dessas tais urgências da carne,
que não mais sustentam minha alma.
Ainda escrevo, pois é preciso.
Mas não sei dizer – então me calo.

Nenhum comentário: