11 de abril de 2011

Em outro

Deito-me ao lado daquele que em fantasia ainda entendo como sendo 'outro'. Tal anjo é um espelho. Me construo a partir de um reflexo. Não toco. Não sou tocada. Tão somente imagem. Via abissal, querendo aquilo que se chama espírito. Vem de mim. Tem asas (por isso a leveza). Existe por si só. Me sei por ora, demasiada humana, pois ainda sou metade, que adormece no 'outro', que está ao lado, mas tão somente dentro.

2 comentários:

Ricardo Steil disse...

Desculpe
Não encontrei
Palavras...

Fernando disse...

O que está acontecendo com você? Tá cada vez melhor... "hipnotizado"