3 de fevereiro de 2011

Esculpir


A poesia me dá continente,
me abraça,
me aproxima,
me enlaça, 
me arranca da impermanência,
me tira do exílio do eu,
...
e me entrega a outros.

Um comentário:

Fernando disse...

lançando palavras que unem uns aos outros...
Adorei!!!