21 de fevereiro de 2011

Para Quintana

e por ser igual a muitos, ia atrás das borboletas, 
que por falta de jardins, eram raras naqueles tempos. 
de tanto voltar de mãos vazias, começou a semear, 
e a florescer.

3 de fevereiro de 2011

Esculpir


A poesia me dá continente,
me abraça,
me aproxima,
me enlaça, 
me arranca da impermanência,
me tira do exílio do eu,
...
e me entrega a outros.