9 de janeiro de 2011

Paradeiro

                                        Qual o paradeiro do amor,
                                                                        que se evita,
                                        Tentando evitar a dor?

2 comentários:

qoelheX disse...

Que amor? Que dor?

Não existe amor evitável, ou ele é uma ilusão e você luta contra moinhos, ou já é amor e você evita a si mesma...

Não existe dor sem ferida, sofrer por antecipação não evita a dor, apenas a torna mais demorada e mais intensa...

Que venha a vida com sua dor e delícia!

Ricardo Steil disse...

Amei! Amei! Amei! Amei!Amei! Amei! Amei! Amei!Amei! Amei! Amei! Amei!Amei! Amei! Amei! Amei!Amei! Amei! Amei! Amei!Amei! Amei! Amei! Amei!Amei! Amei! Amei! Amei!Amei! Amei! Amei! Amei!Amei! Amei! Amei! Amei!Amei! Amei! Amei! Amei!Amei! Amei! Amei! Amei!Amei! Amei! Amei! Amei!Amei! Amei! Amei! Amei!Amei! Amei! Amei! Amei!Amei! Amei! Amei! Amei!Amei! Amei! Amei! Amei!Amei! Amei! Amei! Amei!Amei! Amei! Amei! Amei!Amei! Amei! Amei! Amei!Amei! Amei! Amei! Amei!Amei! Amei! Amei! Amei!Amei! Amei! Amei! Amei!Amei! Amei! Amei! Amei!Amei! Amei! Amei! Amei!Amei! Amei! Amei! Amei!Amei! Amei! Amei! Amei!Amei! Amei! Amei! Amei!Amei! Amei! Amei! Amei!