18 de janeiro de 2011

Crença

Já não me cabe mais,
Essa tal realidade, verdade, metade, enquanto parte.
Só posso acreditar numa verdade que venha dos sonhos,
Onde as meias verdades, metades e partes,
Coincidem, se encontram e se tocam.
Onde nada – sendo todo,
É eternidade.

2 comentários:

Fernando Cid disse...

"Sonho meu
Sonho meu
Vai buscar quem mora longe
Sonho meu...." Clementina de Jesus

William Garibaldi disse...

Gente que beleza!
Quero vir sempre aqui!