8 de setembro de 2010

do virtual

o olhar intenso, curioso
o olhar que desnuda, que deseja
deve ser seguido pelo movimento das mãos rumo ao objeto desejante

mas quando o objeto desejante está fora do alcançe
das mãos agora tão desejantes pelo toque quanto os olhos?

seria apenas a contemplação da imagem, reconfortante a um coração ávido?
é possível manter o desejo do olhar pela imagem sem o toque, sem a intimidade?

talvez seja a palavra o elemento de ligação entre o olho, a imagem e o desejo
talvez a palavra seja o elo que por um breve e curto espaço de tempo possa manter acesso
o desejo da ânsia do encontro: olhar – imagem – corpo – alma