29 de agosto de 2010

poeminha piégas da dúvida romântica

se cada um sabe de si
e Deus sabe de todos (e é por todos)
porque perguntas de nós à mim
pobre de mim que mal sei de mim
quiçá de ti ou de nós
te digo que não precisas querer ir longe para tal resposta
te percebo
creio que teus devaneios sobre ti e sobre mim
tem resposta fácil, singela, banal até
não te machuca minha ausência?
não tens fome de mim?
alma minha
não partas tão cedo mesmo antes de chegar
rogue a Deus que a resposta somente se apresente quando
estivermos eu e tu
não tão distantes assim

Nenhum comentário: