29 de agosto de 2010

novamente o desejo

descobri que havia engavetado meu desejo porque ele
travesso e imortal
desandou a revirar as gavetas de meu corpo com tal intensidade
que já não cabia mais dentro de mim
irrompeu em chamas como a fé dos desesperados
libertei-o então, dando-o asas
assim ele pode ser sair todas as noites
mas com hora marcada para voltar!

Nenhum comentário: